O regresso poético ao mar com as espécies certas

Pensar em sustentabilidade é pensar no que a natureza nos consegue oferecer. Como tal, temos de entender que a natureza também é capaz de influenciar a nossa alimentação através de alimentos sustentáveis, nutritivos e ainda saborosos.

Bernardo Ferreira de Carvalho é fundador da Oceano Fresco, uma empresa de aquicultura de bivalves, e encontrou no Mar a sua inspiração, tendo como objetivo maior alimentar o mundo de forma sustentável. Para isso, foram à natureza buscar o melhor que ela já oferecia: as amêijoas e bivalves.

Amêijoas e bivalves, ambos na base da cadeia alimentar, são super alimentos. Pensar em sustentabilidade é perceber que existem vários alimentos na base da cadeia alimentar que podemos comer. Para o fazer da melhor forma, a Oceano Fresco aplica a ciência, gestão e técnica do século XXI nessas espécies de forma a cultivá-las em grande escala para que possam alimentar o mundo.

Bernardo Ferreira de Carvalho afirma que na Oceano Fresco consegue encontrar uma maternidade de bivalves onde são produzidas bebés amêijoas microscópicas, chamadas de sementes, porque tal como as plantas são atiradas para um viveiro. Tanto na maternidade como no viveiro, a forma de cultivar é como na natureza.

Bernardo Ferreira de Carvalho | CEO e Fundador da Oceano Fresco>

A harmonia da sustentabilidade económica com a ambiental

Com o objetivo de desenvolver e produzir variedades de bivalves, respeitando a sustentabilidade ambiental e económica, Bernardo Ferreira de Carvalho é Fundador da Oceano Fresco, uma empresa de aquicultura de bivalves que tem vindo a construir um Centro BioMarinho que inclui laboratórios, escritórios e maternidade no centro de Portugal e um viveiro de 100 hectares em mar aberto.
As suas inovações assentam essencialmente na aplicação de metodologias científicas de seleção e reprodução em grande escala de fontes de proteína mais sustentáveis, como as amêijoas e bivalves. Com a maternidade e o viveiro, a Oceano Fresco é capaz de monitorizar e controlar digitalmente o seu processo de aquicultura de forma a melhorar o cultivo de amêijoas.

O valor da sustentabilidade

Cultivar como se na natureza estivesse

Estamos rodeamos pela ideia de que podemos culminar a sustentabilidade económica com a ambiental. Daí ter sido essencial para Bernardo Ferreira de Carvalho e para a Oceano Fresco apostarem em espécies autóctones europeias, uma vez que quase desapareceram do meio natural graças a uma espécie invasora asiática.

“É preciso voltar ao mar da maneira certa. Temos de pescar menos e cultivar mais as espécies que têm menor impacto ambiental”

Para Bernardo Ferreira de Carvalho fazia sentido produzirem na maternidade e no seu viveiro grandes quantidades destes autóctones para repovoarem as amêijoas europeias no meio natural em Portugal, Espanha e Itália, contribuindo para a biodiversidade.

Além disso, a empresa de aquicultura acredita que é necessário voltar ao mar da forma certa, uma vez que defendem a importância de caçar e pescar menos no mar, passando a cultivar mais, principalmente as espécies que têm menor impacto ambiental.

Conheça os impulsionadores da mudança

O nosso mundo está repleto de desafios, mas nenhum tão importante como a construção de um mundo melhor. Fique a conhecer os projetos projetos que estão a alterar o paradigma da sustentabilidade, e as pessoas que desbravam os novos caminhos do futuro.